Empreendedor: transforme o planejamento em hábito

25/10/2018



O empreendedor moderno é conectado no que existe de mais avançado em tecnologia: é um amante das novidades. Gosta do novo, vai atrás do novo e produz o novo. Transforma ideias em realidade, transforma a sociedade; enfim, faz e acontece.

No entanto, o empreendedor moderno deve ter uma espécie de devoção para as práticas de planejamento. Isso mesmo, devoção! Devoção é um respeito profundo, é uma crença forte de que algo é uma verdade que não se deve questionar.

Planejamento é algo árduo que exige esforço, disciplina e hábito. Vejamos três motivos que tirar o empreendedor do circuito do planejamento:

1 - Falta de objetivos claros: você atingiu seu objetivo depois de tanto esforço e você precisa de um tempo de paz, um tempo para curtir a vida. Sim! Você precisa de um tempo de paz, um tempo para curtir a vida, mas acima de tudo, você precisa estar sempre renovando seus objetivos depois que os alcança. A famosa "zona de conforto" é um perigo para traçar objetivos claros, que nada mais é do que um ato de planejar.

2 - Falta de disciplina: tudo bem, você já traçou objetivos claros, mas o dia-a-dia é cruel, exige muito esforço e você retém seu foco no cotidiano. Cuidado. Sinal de alerta ligado. O cotidiano é o produto do caminho que você está trilhando para atingir seus objetivos. Reserve um tempo ao final de cada dia de trabalho para verificar se suas ações no dia estão alinhadas com seus objetivos. Isso exige disciplina. Desenvolva esse hábito e você enxergará mais claramente seus objetivos todos os dias.

3 - Falta de engajamento dos seus colaboradores: você não é o Rambo! Não vá para a guerra sozinho. Quando você traça um objetivo não caia na tentação de achar que você é "o cara". Pode até ser e acredito que seja, mas isso não vai te valer muito se você não engajar seus colaboradores no seu projeto. Faça o seu projeto o projeto deles. Mas isso exige esforço e principalmente observação e reavaliações constantes sobre as competências de sua equipe e os objetivos a serem alcançados. Nesse tópico tem uma armadilha: se você não ajudar sua equipe a planejar também, você vai começar a reclamar deles. Já sabe o que acontece, né!? Então, seja um fissurado em planejamento e passe esse sentimento para seu time e tenho certeza que terá resultados melhores.
Para finalizar, o planejador eficiente, é um bom ouvinte. Ouça as pessoas, as ideias, faça filtros e anotações. Reveja essas anotações constantemente. Não gaste energia com coisas que não tem horizonte definido, isso te afasta de seus objetivos. E acima de tudo, esteja aberto a críticas, pois planejar é mudar caminhos, quando necessário.

Fonte: Contábeis

voltar