Você está jogando dinheiro fora: saiba como cortar gastos desnecessários na empresa.

23/11/2018



Não importa qual seja a atuação da sua empresa nem o tamanho dela. Certamente você deve estar jogando dinheiro fora de alguma maneira. É muito comum encontrar empresas que não se dão conta dos gastos desnecessários e prolongam essa situação por anos. Pode até não ser um valor muito expressivo, mas por que não cortar gastos que, na verdade, são dispensáveis? A longo prazo, esses valores podem somar grandes quantias que poderiam ter sido investidas, em vez de desperdiçadas.

Mas, como identificar esses gastos desnecessários? Essa, de fato, não é uma tarefa fácil. Porque muitas vezes eles estão bem ocultos. É preciso vasculhar a fundo para descobrir os desperdícios e as contas supérfluas. Levantamos algumas maneiras que podem te ajudar nisso. Vem ver.

Como encontrar e cortar gastos desnecessários da sua empresa?

1. Faça um mapeamento dos processos

Para te ajudar a vasculhar os problemas da sua empresa, é preciso fazer todo um mapeamento das atividades. Ao analisar os processos internos do seu negócio, com certeza você vai se deparar com algum gasto que pode ser cortado.

Por exemplo, será que a sua empresa não está pagando por dois sistemas de gestão para fazer processos diferentes, enquanto poderia trocar por um mais eficiente que envolva todos os processos e, consequentemente, pagar menos por isso? Portanto, observe detalhadamente cada processo da sua empresa e busque por essas falhas imediatamente.

2. Analise o fluxo de caixa

Para cortar gastos na sua empresa, sem, é claro, diminuir a qualidade dos seus produtos ou serviços, você precisa analisar o fluxo de caixa. Ao avaliar um histórico de receitas e gastos do negócio, fica mais fácil identificar eventuais aumentos de custos. Eles podem estar no aumento de preços dos insumos, no crescimento de gastos logísticos, entre outros.

3. Verifique os contratos

Cortar gastos também passa por analisar os contratos com fornecedores. Por exemplo, pode acontecer de você ter fechado uma parceria com um fornecedor meses atrás que era super vantajosa, mas as condições mudaram e você não se atentou.

Por isso, é importantíssimo que você reveja todos os contratos da empresa, pesquise preços e observe se eles estão mesmo dentro do que é melhor para o seu negócio. Estude se existe a possibilidade até mesmo de você internalizar alguma área que é terceirizada, desde que isso seja interessante para a empresa e reduza custos.

4. Controle o estoque

O controle de estoque da sua empresa é fundamental se o seu objetivo é cortar gastos. Matérias-primas e mercadorias de baixa rotatividade diminuem o capital de giro do seu negócio.

Por isso, você precisa ter um processo efetivo de controle de estoque, que defina datas e cálculos precisos do que é necessário ser comprado de cada item. Além disso, adotar medidas simples, como dispor novos produtos no fundo das prateleiras para que os que estão próximos à data de vencimento saiam primeiro, já evita perdas e reduz custos.

5. Invista em tecnologia

Para encontrar e cortar gastos desnecessários da sua empresa, você precisa sempre avaliar as ferramentas utilizadas no seu negócio, verificando a relação entre custo e benefício. Muitas vezes, vale mais a pena investir em equipamentos modernos do que gastar com manutenção e consertos. O alto custo inicial logo é pago, considerando o aumento da produtividade e a diminuição de gastos com o equipamento anterior.

O mesmo vale para a gestão da sua empresa. Não adianta contar com um sistema que não atende às suas necessidades ou até mesmo sequer usar um sistema. Empresas mais tradicionais costumam não confiar em automatização. Mas ela é essencial para evitar falhas. Por isso, conte com um ERP que realmente otimize a gestão da sua empresa.

Fonte: Administradores

voltar